Assembleia Mundial da Saúde se reunirá em maio para indicar novos estudos acerca da origem do COVID-19

Grande parte da comunidade internacional concorda e aprova a continuidade das investigações quanto à origem do COVID-19.

Uma das linhas de estudo, apontava que a doença poderia ter vindo de morcegos para um animal intermediário e depois para os seres humanos.

Outra linha não descartada, apontava para a hipótese de que o vírus tenha saído de laboratório.

A China por sua vez, segundo algumas fontes, tem tentado reforçar a hipótese de transmissão animal, mas cientistas dizem que se faz necessário uma abertura maior do País para uma investigação mais transparente e aberta.

É certo que um vírus que matou mais de três milhões de pessoas em todo o mundo e que deve ser responsável por uma crise econômica global precisa ser estudado até mesmo, na tentativa de prevenir outras pandemias.

A comunidade global deve continuar pressionando a Organização Mundial da Saúde, a fim de que, novos estudos no território chinês sejam conduzidos e que as respostas para as inúmeras indagações acerca da doença sejam prestadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *