APÓS CORTE DAS MARMITAS NO PROGRAMA “BOM PRATO”, DEPUTADO CAIO FRANÇA SAI EM DEFESA DAS FAMÍLIAS

No último dia 16 de setembro, o Governador de São Paulo, João Dória (PSDB), proibiu a venda de marmitas através das unidades do “Bom Prato”. Criado em dezembro de 2000 pelo Governo do Estado de São Paulo, o “Programa Bom Prato” tem como objetivo oferecer para a população de baixa renda refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível, servindo diariamente mais de 93 mil refeições.

Infelizmente para as pessoas que fazem uso deste recurso, as marmitas atendem toda a família que não tem como se dirigir ao local durante todas as refeições. Assim, o uso da marmita, garante o alimento nas duas principais refeições, almoço e janta.

A decisão vem na contramão do empobrecimento da população, haja vista, o COVID-19 e seus impactos na economia.

O Deputado Estadual Caio França (PSB), repudiou em suas redes sociais a medida e pede sua revisão e se possível a ampliação com o “Bom Prato Itinerante”.

Deputados da região não falaram a respeito. Procurada a Assessoria do Deputado Dirceu Dalben não se pronunciou até o fechamento desta matéria.

É preciso lembrar aos nossos deputados, que o “Bom Prato” se faz presente em algumas cidades próximas, como é o caso de Campinas, Limeira, Jundiaí, Ferraz de Vasconcelos, Rio Claro, São Carlos, dentre outras e podem contribuir diretamente com famílias de toda a região em situação de extrema pobreza.

Em 2020 com a ajuda do programa federal aprovado pelo Congresso, São Paulo acumulou um superávit primário de 19,9 bilhões. No ano anterior quando não houve esse reforço o resultado já havia sido positivo em 18,3 bilhões são pelo menos 18 anos de superávit.

Com o aumento constante de preços, inflação e desemprego, nossos eleitos deveriam propor ações para minimizar a crise e garantir qualidade de vida para a população, não o contrário.

Esperamos que outros deputados se juntem com o Deputado Caio França e busquem soluções concretas para o problema da população, principalmente daquelas mais carentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *